#

Marceline – O lugar mais importante na vida de Walt Disney (Parte 1)

Olá, leitores. Tudo bem?

Para você que está acompanhando nossos posts sobre a super viagem que fizemos recentemente, hoje vamos falar sobre o segundo dia da “expedição do Walt Disney”. 🙂

Após a saída de trem de Chicago, chegamos a La Plata, cidade vizinha à Marceline, que, conforme contamos no primeiro post da série, possui apenas um único hotel e sem a capacidade suficiente para o grupo do Programa de Negócios Marceline Project, do Seeds of Dreams Institute.

Em La Plata, o grupo ficou hospedado no Depot Inn, um hotel charmosíssimo e bem temático. Parecia até hotel da Disney, de tão temático que era. 🙂

O clima, claro, não poderia ser diferente: trens, estações, trilhos e fazendas. Tudo conspirando a favor do local.

DSC_0324

Início do dia aprendendo sobre a importância que Marceline teve na vida de Walt Disney.
Início do dia aprendendo sobre a importância que Marceline teve na vida de Walt Disney.

DSC_0303

DSC_0304

DSC_0305

Nos fundos do hotel funciona uma espécie de acervo da Amtrak (cia ferroviária na qual viajamos).
Nos fundos do hotel funciona uma espécie de acervo da Amtrak (cia ferroviária na qual viajamos).

DSC_0311

DSC_0312

DSC_0307

Após o café da manhã, a van já estava nos esperando para seguirmos viagem para o momento mais esperado do Programa: Marceline.

Marceline, Marceline, Marceline. Era só nisso que pensávamos. E Walt também.

Aos 04 anos de idade, ele se mudou com sua família para Marceline. E foi neste local que viveu os momentos mais felizes de sua vida: “Mais coisas de importância aconteceram comigo em Marceline do que em qualquer outra época.” – dizia Walt.

Tudo em Marceline serviu de referência para a criação inúmeros locais nos parques temáticos de Disneyland (Califórnia) e Disney World (Orlando), tamanha a paixão de Disney por este lugar. Hoje, a cidade possui apenas 2.233 habitantes.

Ao chegar, fomos recebidos por Kaye Malins, uma senhora amorosa, simpática e que nos revelaria diversas passagens da vida de Walt ao longo das próximas horas…

Ela nos apresentou o Post Office, único correio nos EUA que possui um carimbo próprio e temático. E adivinhem de quem é o carimbo? Ele mesmo. Walt Disney.

O carimbo é permanente, ou seja, nunca muda, independente da época do ano. Quando surgiu a ideia de fazer este carimbo especial, outros locais importantes na vida de Walt, como Chicago e Anaheim, por exemplo, entraram na disputa, porém, a família Disney decidiu que Marceline seria o local mais apropriado.

DSC_0334

DSC_0342

DSC_0351

DSC_0346

DSC_0344

Em 2003, Mickey foi pessoalmente ao local para plantar uma árvore em homenagem ao seu criador. E, claro, que nós tiramos uma casquinha dela. 😉

DSC_0353

DSC_0339

Após a visita ao Post Office, fomos conhecer o local onde dormiríamos, afinal, lembra que mencionamos que Marceline possui apenas um hotel e este não tinha capacidade para todo o nosso grupo? Pois é…

Claudemir Oliveira, fundador do Seeds of Dreams Institute, liberou a primeira surpresa do dia: Circle O Lodge and Tree Farm.

Esta foi a fazenda em que o simpático casal Michael e Ximena Olinger nos acolheu. Claudemir queria que seu grupo vivesse a vida no campo em sua totalidade, assim como Walt fez em sua infância.

DSC_0395

DSC_0359

DSC_0386

DSC_0385

DSC_0389

DSC_0390

DSC_0374

DSC_0360

DSC_0370

Corações a mil, ainda surpresos com a novidade de se hospedar em um lugar tão lindo como este, seguimos para o centrinho de Marceline. Todos estavam ansiosos por conhecer a Main Street USA, rua principal da cidade, que deu origem às ruas principais dos parques temáticos da Disney.

A primeira parada foi no restaurante Ma Vic’s Corner Cafe, que é aquele típico restaurante famoso da cidade. Leia-se “único”. 🙂

É o local onde os moradores se encontram na hora do almoço e todos, absolutamente todos, se conhecem. Bem coisa de cidade pequena.

Quem conhece o restaurante Casey’s Corner, no parque Magic Kingdom, em Orlando, consegue identificar facilmente algumas referências: ambos são localizados em esquinas, oferecem lanches rápidos e em conta. Um hambúrguer no Ma Vic’s Corner Cafe não custa mais do que U$4. Marceline é tudo de bom! 🙂

DSC_0405

DSC_0404

A garçonete nos orientou a provar a sobremesa Dusty Miller. Ok, lá fomos nós. E agora quem consegue viver sem essa delícia? Queremos ir para Marceline toda semana! :)
A garçonete nos orientou a provar a sobremesa Dusty Miller. Ok, lá fomos nós. E agora quem consegue viver sem essa delícia? Queremos ir para Marceline toda semana! 🙂

 

Após o almoço, havia visita agendada ao Walt Disney Hometown Museum, um museu de dois andares com tudo, absolutamente tudo, o que você possa imaginar sobre Walt Disney, sua família, seus projetos, seus sonhos, suas loucuras, seus fracassos e sucessos.

DSC_0517b

DSC_0420

DSC_0430

DSC_0434

DSC_0428

O museu é repleto de curiosidades, dentre elas, uma réplica da sacola de jornal que Walt Disney distribuía quando era criança em Kansas City.

Este era o trabalho que seu pai o obrigava a fazer com tanto zelo e atenção aos detalhes. Pensa que o pai dele deixava ele jogar o jornal casa à dentro? Não, não. Ele ia até o portão ou escada das casas e deixava, cuidadosamente, os jornais certinhos no chão. Nada de correr risco de quebrar vidraças ou fazer com que o cliente achasse as páginas reviradas. Tudo tinha que estar corretamente nos mínimos detalhes. Percebem o motivo de tanto detalhe nos parques? Vem daí. 🙂

DSC_0432

Outra curiosidade bacana encontrada por lá é a mesa original usada por Walt na escola. Ela possui até as iniciais WD rabiscadas. Prova de que é dele mesmo.

DSC_0426

No segundo andar, há uma sala repleta de maquetes usadas para a construção do parque Disneyland. Todas elas são de atrações do parque.

DSC_0467b

DSC_0488b

DSC_0480b

DSC_0470b

DSC_0486

It's a Small World - Disneyland.
It’s a Small World – Disneyland.
The Haunted Mansion - Disneyland.
The Haunted Mansion – Disneyland.

 

Há ainda uma réplica da sala onde Lilian Disney, esposa de Walt, assistiu a inauguração da Disneyland. Ela era tão reservada, que não teve interesse em participar do evento, por vergonha e por cautela, uma vez que ela tinha bastante medo de sofrer violência por conta do sucesso do marido. Então, ela viu tudo de “camarote”, no conforto de sua casa.

DSC_0456b

Lembram da árvore que comentamos acima que há no Post Office de Marceline? Lembram que ela foi plantada pelo Mickey? 🙂

DSC_0491b

DSC_0490b

No museu, também tivemos oportunidade de conhecer o projeto Bring Back Autopia, de Peter Whitehead, Diretor de criação no museu.

Em 1966, Walt e Roy doaram itens originais da atração Midget Autopia, do parque Disneyland, para a cidade de Marceline. Nunca na história houve uma atração original funcionando fora de um parque Disney. Apenas esta.

No dia da inauguração, a pequena cidade estava em festa. Era 04/07/1966 e muitas famílias ali não tinham condições financeiras de ir ao parque, em Aneheim – Califórnia. Então, ter um “pedaço do parque” na cidade era algo grandioso para muitas delas.

Midget Autopia funcionou em Marceline por 11 anos e, devido à crise financeira americana que rondava o país naquela época, a cidade não conseguiu recursos suficientes para manter os altos custos com a manutenção da atração.

Autopia-Wide-grey-small

O plano de Peter é angariar fundos para trazer Autopia de volta para Marceline. Ele nos apresentou o projeto de reconstrução, que será ao lado do museu. Você pode participar, fazendo a sua doação aqui.

DSC_0437b

DSC_0439b

Apesar de haver um bom relacionamento entre o The Walt Disney Hometown Museum e a The Walt Disney Company, a empresa não arca com nenhum custo e, infelizmente, não tem participação alguma nos projetos e dia-a-dia do museu, que é exatamente o mesmo local onde Walt e sua família chegaram de trem pela primeira vez, vindo de Chicago. 🙁

The Walt Disney Hometown Museum foi fundado por um pequeno número de colaboradores, apaixonados pela história e vive de pessoas como nós (e você), que fazem doações para que o local continue recebendo visitantes, ávidos por saber mais sobre tudo o que aconteceu na vida do gênio Disney.

DSC_0445

DSC_0496b

Para finalizar o dia, o momento mais esperado da viagem: a visita à casa onde Walt Disney passou sua infância em Marceline. 🙂

DSC_0519b

DSC_0518b

DSC_0523b

Hoje, quem mora nesta casa é a querida Kaye, a senhora que nos acompanhou durante todo o dia em Marceline. Ela tem uma história muito bacana com os Disney. Seu pai e Walt eram amigos e Kaye tem diversas lembranças de momentos em que passou ao lado de Walt, quando ele retornou à Marceline, após adulto. Ela nos contou diversas histórias e foi emocionante “voltar no tempo” com ela.

O propósito da visita era apenas ver a casa e tirar fotos do lado de fora, porém, Kaye nos preparou uma surpresa: no jardim, sua família e a família Taylor, que também teve importância na história de Walt, nos esperavam para um encontro.

DSC_0527b

DSC_0539b

Os Taylor eram muito amigos da família Disney e conviviam constantemente pelas fazendas da região. Obviamente, já é outra geração que vive por ali (netos e bisnetos), porém, nem por isso, eles deixaram de contar histórias daquela época.

DSC_0553b

Alex Maher, o desenhista e historiador da Disney, que nos acompanhou durante grande parte da viagem mostrou alguns desenhos que trouxe para doar para o The Walt Disney Hometown Museum. Alex possui diversas pinturas em galerias de arte dos parques e Downtown Disney. Seu desenhos são lindos e suas histórias sobre Walt Disney são as mais impressionantes.

DSC_0565b

DSC_0568

E se é para seguir os passos do Disney, por que não um passeio pelas fazendas? Assim como a família fazia, nós também fizemos. Eles faziam à cavalo, mas nós fomos de trator e em cima do feno. 🙂

Da casa de Walt, seguimos para a casa dos Taylor, seus amigos que moram ali bem perto.

DSC_0573b

DSC_0586b

DSC_0593b

Para nossa surpresa, eles já nos aguardavam na fazenda para um divertido jantar, à luz da lua e rodeado por este visual. Com isso, pudemos conhecer mais um pouco da realidade que a família Disney tinha naquela época e como era a vida no campo para eles. E assim, fechamos este dia maravilhoso.

DSC_0596b

DSC_0595b

DSC_0598b

Ainda sobre a visita ao quintal da casa onde Disney morou, aconteceu algo mágico: Kaye nos convidou para entrar na casa, algo que ela não costuma fazer, para manter a sua privacidade.

Imaginem a alegria de todos ao receber o convite. 🙂

Visitamos o quarto do Disney, entramos em cada cômodo da casa. Sentamos na cama onde Walter Elias Disney dormia.

E a emoção tomou conta de todos… Sem palavras. Apenas lágrimas e sentimentos. Gratidão…

Infelizmente, ninguém do grupo tem autorização para mostrar as fotos deste momento, em respeito à Kaye e sua família, que moram na casa hoje e tanto fazem para manter viva estas memórias. Mas duas fotos mostram exatamente o que sentimos naquele momento: gratidão a esta linda senhora e toda a energia daquele lugar vindo diretamente para nós, os primeiros brasileiros a fazer esta visita.

Foi difícil dormir esta noite…

DSC_0546b

DSC_0526b

O segundo dia da viagem foi de fortes emoções. 🙂 Nos acompanhe para conferir os próximos capítulos desta aventura.

Até o próximo post!

error: Conteúdo protegido.